Flamengo e São Paulo ficam no 0 a 0

Fala Calangada bem vestida!

Mais uma vez fui ao Mané Garrincha, com o meu bom e velho companheiro flamenguista Dudu. Faltou você, Dercinho! Já quero começar dizendo que não vimos confusões no entorno do estádio, somente fiquei sabendo da briga do pré-jogo ao voltar para casa. Como em todos os jogos que fui do Flamengo no Mané Garrincha, o policiamento era bem displicente. Em todos os jogos temos que agradecer a Deus por não acontecer algo pior, como sempre não há revista. Nem aquele “engana trouxa”, NADA! Apenas pedem pra alguns levantarem as camisas, mas nada de detector de metal, abrir bolsa, mochila… Quer entrar armado no Mané Garrincha, seja bem-vindo!

eu e Dudu

Ficamos no setor inferior do estádio, com as duas torcidas misturadas. E isso é uma merda! Especificamente neste jogo, foi de matar ter que aturar a torcida de viadinhos! Vi muito mais Bambis do sexo feminino do que masculino e sabe como é mulher, né?! Qualquer passe certo, ainda longe da área, era uma euforia histérica. Gritinhos agudos nada condizentes com o futebol. Mas é muito bom ver o estádio repleto de mulheres e crianças.

E mais uma vez me decepcionei em ir ao setor inferior. Vou repetir mais uma vez, o torcedor de Brasília não sabe torcer, sabe no máximo duas músicas, não tem o cacoete de apoiar na hora certa, de calar a torcida adversária, tudo é festa, o resultado é o que menos importa. E o Flamengo em toda a sua história jogou com o 12º jogador ali, junto, fungando no cangote do adversário. Chegando em casa fui assistir ao jogo na TV. Na TV parecia que a maioria esmagadora era de rubro-negros e não era! Estávamos em 50% / 50%. E muitas vezes os Bambis calaram a nossa. Acreditem!

Mas, vamos ao jogo… Time nervoso, com jogadas esporádicas, bolas cruzadas para Hernane e Nixon atrasados e uma imensa avenida na nossa lateral esquerda. Por ali o Bambi se criou no primeiro tempo. Ainda assim tivemos as melhores chances e conseguimos imprimir certa velocidade. Na melhor chance, Nixon cabeceou pra baixo e Ceni fez boa defesa. E mais uma vez o Felipe colocou uma bola pra dentro do gol! Sorte que já tinha saído pela linha de fundo e sorte também que a mão nada santa de Aloísio foi flagrada e seu gol bem anulado.

O time do Flamengo morreu no segundo tempo, o jogo ficou aberto, e o Mano com certeza não treinou essa equipe para o contra-ataque previsível! O Bambi está desesperado com a corda no pescoço, óbvio que viria pro tudo ou nada, e nós não nos preparamos para matar o cervo paulista. Paulinho entrou no lugar do Nixon, que nada fez. Depois Moreno entrou no lugar de João Paulo e Andre Santos foi pra lateral. Vivemos momentos de tensão! O Bambi começou a entrar na nossa área, mas ainda bem que eles não sabem chutar. E para piorar ficamos com o cu na mão com o pênalti muito mal marcado. Aliás, vem se tornando rotina ser sacaneado pela arbitragem. Se o Bambi bateu bem ou mal eu nem vi, só foquei no Felipe e na sua defesa que fez com que o empate tivesse um gosto um pouco menos amargo.

felipe_glo_jorgewilliam
Foto: Jorge William / Agência O Globo

Bem, essa semana será foda! Raposa pela Copa do Brasil, e Gaymio no sábado novamente no Mané Garrincha pelo Brasileirão. Haja coração! Saudações Rubro-negras!

Siga o portal dos Calangos nas redes sociais



Leave a Reply

Skip to toolbar