YO, Breaking Bad, entretenimento de primeira, BITCH!

BB

BB

Faaaaaaaaaaaala Calangada,

O que falar das minhas últimas grandes experiências de entretenimento? Django, GTA V, Filhos do Eden de Eduardo Sphor (um grande livro) entre outros. Mas do que eu vou falar é da MELHOR EXPERIÊNCIA DE ENTRETENIMENTO SERIADA que tive na vida. Estou falando da aclamada série Breaking Bad, um dos maiores sucessos de crítica dos últimos tempos. Breaking Bad se transformou no que o mercado chama de um “Game Changer”, ou seja, ele mudou o jeito de se fazer séries. BB é um filme de várias horas. É um plot fantástico que não poderia ser executado em um tempo normal de 2h ou 2h30m do cinema convencional. Esta é a nova tendência das séries, como é o caso da excelente Game Of Thrones da HBO, que segue pela mesma linha. Fora isto, temos uma câmera fantástica, que pode está dentro de uma fritadeira de batatas no Pollos Hermanos ou em uma Pá que está no ombro do personagem caminhando. Uma estranha e ao mesmo tempo linda fotografia no deserto do Novo México, aliada a uma trilha sonora que combina com cada segundo do que você está vendo em tela.

Mas sobre o que se trata BB? Vou falar de forma bem crua e seca como a série: Imagine que você é um professor de química ok? E você sabe que é um gênio. Quando mais jovem, você e dois amigos começam uma empresa e você é o principal elemento para aquela ideia dar certo. Por algum motivo, os outros dois te desagradam e você deixa a sociedade. Se casa, tem um filho que tem uma deficiência motora e vira professor de química para pagar as contas. Depois de um tempo, a mesma empresa, que você deu a sua alma para fundar, passa a valer alguns milhões de dólares e aqueles dois amigos ficam ricos  te viram as costas. E você? O gênio tem que trabalhar em meio período em um lava jato para complementar a renda de sua casa, pois, a sua esposa está grávida novamente. Você tem 50 anos atualmente, esta desgostoso da vida, vê que não atingiu seu potencial e vê que não vai chegar a lugar algum.

Depois desta “vida dos sonhos”, você passa mal na rua, vai parar no hospital e, pasmém, descobre que tem um câncer no pulmão! Não… você não fuma… Olha para sua vida e descobre que vai morrer, porque não tem dinheiro suficiente para pagar os cuidados médicos e vai deixar sua esposa com um filho deficiente e com um bebê a caminho. O que você faria?

Nisto, seu cunhado, agente da Narcóticos, te convida para uma batida, para dar uma sacudida na sua vida. Você tem interesse de ir, para dar uma “checada” no “laboratório” dos traficantes.  Depois da batida, você vê tudo aquilo e vê que aquela metanfetamina que estão fabricando ali é lixo, que você, como um brilhante professor de química, poderia estar fazer um produto primoroso que poderia garantir o futuro da sua família. Você descobre que um ex-aluno seu vende o produto e “cozinha” metanfetamina e ai você está: BREAKING BAD! Termo este que seria como: Chutando o Balde. (Se a série passar no SBT, o Silvio colocará este nome, pode ter certeza!)

Nisto temos Walter White (Bryan Cranston – Drive) como este personagem descrito acima. Tendo uma das atuações mais fantástica que eu já vi. O personagem de Walter, juntamente com Jesse Pinkman (Aaron Paul – Need For Speed) formam uma relação de altos e baixos, lembrando em muitas vezes, uma relação de pai e filho. Quando o trabalho de cozinhar “cook” a metanfetamina surge, o trabalho só é completo quando os dois estão juntos. Jesse representa o despertar do lado sombrio de Walter White, no qual, o simples professor de química começa a se meter com coisas mais pesadas e mais sujas, como assassinatos, roubos e, principalmente, o mundo das drogas. O caminho que Walter tem ao lado de Jesse nos mostra os passos de um simples professor de química querendo deixar uma herança para sua família, que se envolve cada vez mais neste mundo, procurando sempre aprimorar seu “produto”.

Neste obscuro caminho conhecemos também vários personagens perigosos e cativantes. Posso citar Gustavo Fring (Giancarlo Esposito) o dono da cadeia de frangos fritos Los Pollos Hermanos, um grande traficante de drogas altamente estiloso e discreto. Na contramão de Gus, temos Tuco, um traficante mexicano totalmente “porra-louca” com o qual Walter e Jesse começam a fazer negócio.

Já na outra parte da vida de Walt, temos o fator motivador de tudo. Sua família. Formada por Skyler (Anna Gunn), sua esposa que está grávida e que, acima de tudo, ama e acredita em Walter. E seu filho Walter Jr. Sua cunhada e cunhado, Hank, agente da Narcóticos, que transforma a sua vida familiar em uma grande montanha-russa. Afinal, um agente especializado em achar traficantes de drogas frequenta a casa de Walter, o que deixa o lar de Walt num tabuleiro de xadrez, no qual, qualquer movimento errado pode fazer ele perder literalmente tudo.

Todos os outros fatores que fazem desta série uma grande pedida para o seu entretenimento tem que ser descobertos temporada por temporada. Se você não possui Netflix, aconselho fortemente que faça a adesão (Uma mensalidade que vale a pena e séries fantásticas, porque você ainda não tem Netflix??? Tá doido?) e comece BB desde o seu primeiro episódio (Não cometa o erro de ver um episódio de uma temporada qualquer, você não entenderá a série como deve ser entendida.) Entre nesta série e aprecie uma das maiores obras seriadas já realizadas! Espero que apreciem!!! Espero os seus comentários!

Yo, Run and watch, BITCH!

 

Siga o portal dos Calangos nas redes sociais



Something about Digão Bacelar

Profile photo of Digão BacelarDesigner Gráfico, amante de games, cinema, livros e revistas em quadrinho. Procurando sempre diversão em todas as mídias. Calango de Brasília, apaixonado por essa linda cidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas