Nenhuma mulher merece ser estuprada

Ninguém-merece-estupro

Vou ter que interromper o post sobre o Marco Civil para falar sobre algo muito mais importante no momento. Saiu uma pesquisa no Estadão dizendo que 65% dos brasileiros acham que mulher de roupa curta merece ser estuprada. Veja aqui:

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,65-dos-brasileiros-acham-que-mulher-de-roupa-curta-merece-ser-atacada,1145873,0.htm

A primeira sensação foi de choque, mas conhecendo as pesquisas a gente imagina que seja muito mais fácil para os imbecis dizerem essas coisas ridículas de forma anônima do que mostrar a cara e manifestar sua imbecilidade. Até que algumas mulheres resolveram criar um movimento no facebook postando fotos sensuais para provar o óbvio: nenhuma merece ser estuprada. Foi então que começou o show de horrores.

Eu imaginava que veria algumas mensagens de apoio e pouca mobilização real, como normalmente são as campanhas no facebook. Mas eu estava redondamente enganado. Veja o show de horrores:

 

Esse se acha o rei

Comentário no facebook

O pior é que esses imbecis acreditam que estão brincando, como se fosse possível não levar isso a sério, mas no fundo revela que realmente acreditam que o estupro pode ser encarado como uma brincadeira. Espero que sejam denunciados e presos, e que um juiz não ache que eles estão apenas “brincando por amor ao que acreditam“.

Esse próximo comentário me parece o mais grave de todos e merece ser analisado.

Um ridículo

Nos Estados Unidos, após o movimento dos direitos civis que utilizou principalmente o sistema de cotas para garantir isonomia entre brancos e negros, faltava um candidato negro ganhar a eleição. O desenrolar da história é um pouco complexo e pode ser lido aqui (em inglês), mas em resumo ninguém tinha mais coragem de falar abertamente contra os negros: apenas não votavam neles. Os candidatos iam bem, lideravam as pesquisas e perdiam na hora das eleições. Depois revelou-se algo que pôde ser chamado de Deep America, onde os sentimentos preconceituosos ainda estavam lá, sendo apenas reprimidos e escondidos no âmago das pessoas.

Mesmo depois de tudo o que passamos para a democratização do país nas últimas décadas, pelo jeito ainda existem alguns sentimentos que são muito difíceis de mudar. A nossa sociedade escravagista, católica, onde a mulher é apenas uma ferramenta reprodutora e serva do homem não vai sumir tão fácil quanto imaginávamos. Sou casado e minha mulher trabalha, e não foram poucas as vezes onde fui questionado por ir para casa ficar com as crianças enquanto minha mulher estava trabalhando. Se um dia você tiver o prazer de vir almoçar na minha casa, provavelmente serei eu a cozinhar pra você.

Ao mesmo tempo sou filho de piauiense e tenho os conceitos de macho antigo arraigados em minha mente. Esse visual emo da geração restart não me atrai nem um pouco; nem sequer sou vaidoso como muitos dos ditos machos da atual geração. Por isso, ao ver alguém revelar coisas tão absurdas, fico ainda mais revoltado como pai e marido. Estava vendo um vídeo do Cauê Moura onde ele defende o aborto, coisa que sou totalmente contra e não vou discorrer para não perder o foco, mas um dos argumentos que ele utiliza me chama a atenção. É algo do tipo “sabe como é, às vezes você faz amor por aí sem camisinha. Nem sempre dá pra segurar”.

O comentário me remete à reação masculina: COMO ASSIM NÃO DÁ PRA SEGURAR? Chegamos ao ponto em que devemos nos comportar como cachorros no cio, metendo o pinto em qualquer buraco simplesmente porque estamos com tesão? Sim, sou homem e fico com tesão ao ver mulher com pouca roupa, mas por um acaso isso me dá direito de meter o pinto mesmo que ela não queira? Entendo perfeitamente o que o mundo masculino chama de “gala monstra” (desculpem senhoras, mas não sou muito educado), uma vontade tão incontrolável de transar que nos leva a fazer loucuras, mas isso por um acaso é motivo para violentar alguém?

Se chegamos ao ponto em que devemos ceder aos nossos instintos sempre porque somos “machos”, desculpa mas após todos esses anos de evolução não passamos de macacos que andam. Não somos melhores que cachorros indo atrás de cadelas no cio, esfregando o pinto no asfalto pra passar a vontade.

Pra finalizar, um parágrafo sobre conservadorismo religioso, porque ele não merece mais do que isso. Deve haver um monte de “obreiro” por aí que entende ser coisa de puta andar com roupa curta. Em relação a esses, só posso lamentar e pedir que estudem um pouco mais de história. Muito pior que julgar um livro pela capa, julgar uma mulher pela roupa é não entender a complexidade do espírito feminino. Isso, além de ser contra todos os princípios do cristianismo, é um absurdo religioso que não se sustenta em nenhuma análise de nenhum livro de qualquer religião. Estude e entenda um pouco mais sobre o tema.

Não, não vai ter foto de nudez nesse post. Não sou mulher e levo a sério demais a campanha para ser leviano. Procure no facebook e se manifeste tentando ser humano ao invés de um macaco que anda:

Nenhuma mulher merece ser estuprada

Siga o portal dos Calangos nas redes sociais



2 Responses to Nenhuma mulher merece ser estuprada

  1. Profile photo of Renata Santana
    Renata Santana 29 de março de 2014 at 14:44 #

    Tem pessoas tão ignorantes entrando aqui que não sabem a menor diferença entre exigir respeito e feminismo. A mulher ter a liberdade de andar com a roupa que quiser não é feminismo! É apenas nosso direito constitucional de ir e vir em segurança, isso também se chama liberdade, e deve ser respeitada! E os posts que vimos qui durante toda a noite e alguns ainda hoje, digo pessoas porque fico mais chocada ainda quando vejo mulheres defendendo o estupro, quando vejo mulheres querendo definir qual tipo de roupa deve ser usada, colocando a culpa na mulher e não no estuprador, chego a óbvia conclusão de que essas mulheres são umas ignorantes! E mulheres e homens que pensam desse nem são mais machistas, o que eles não tem é educação, respeito, incentivam o crime, incentivam o ódio, incitação a violência, alguns são réus confessos, não vou falar mais mal porque isso é tão ridículo, que eu nem imaginava como a falta de educação neste país poderia gerar tantas pessoas que ainda possuem essa mentalidade tão atrasada. Fica aqui o meu protesto por um pais melhor, por um mundo melhor e tratamento psiquiátrico para todas essas pessoas, e cadeia também porque temos leis e elas devem ser cumpridas.

    • Profile photo of Eduardo Santos
      Eduardo Santos 31 de março de 2014 at 21:09 #

      Verdade Renatinha. Incrível como nos comportamos como débeis mentais quando o assunto é sexo. a repercussão me deixou ao mesmo tempo triste e chocado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas