Nenhuma mulher merece ser estuprada

Ninguém-merece-estupro

Vou ter que interromper o post sobre o Marco Civil para falar sobre algo muito mais importante no momento. Saiu uma pesquisa no Estadão dizendo que 65% dos brasileiros acham que mulher de roupa curta merece ser estuprada. Veja aqui:

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,65-dos-brasileiros-acham-que-mulher-de-roupa-curta-merece-ser-atacada,1145873,0.htm

A primeira sensação foi de choque, mas conhecendo as pesquisas a gente imagina que seja muito mais fácil para os imbecis dizerem essas coisas ridículas de forma anônima do que mostrar a cara e manifestar sua imbecilidade. Até que algumas mulheres resolveram criar um movimento no facebook postando fotos sensuais para provar o óbvio: nenhuma merece ser estuprada. Foi então que começou o show de horrores.

Eu imaginava que veria algumas mensagens de apoio e pouca mobilização real, como normalmente são as campanhas no facebook. Mas eu estava redondamente enganado. Veja o show de horrores:

 

Esse se acha o rei

Comentário no facebook

O pior é que esses imbecis acreditam que estão brincando, como se fosse possível não levar isso a sério, mas no fundo revela que realmente acreditam que o estupro pode ser encarado como uma brincadeira. Espero que sejam denunciados e presos, e que um juiz não ache que eles estão apenas “brincando por amor ao que acreditam“.

Esse próximo comentário me parece o mais grave de todos e merece ser analisado.

Um ridículo

Nos Estados Unidos, após o movimento dos direitos civis que utilizou principalmente o sistema de cotas para garantir isonomia entre brancos e negros, faltava um candidato negro ganhar a eleição. O desenrolar da história é um pouco complexo e pode ser lido aqui (em inglês), mas em resumo ninguém tinha mais coragem de falar abertamente contra os negros: apenas não votavam neles. Os candidatos iam bem, lideravam as pesquisas e perdiam na hora das eleições. Depois revelou-se algo que pôde ser chamado de Deep America, onde os sentimentos preconceituosos ainda estavam lá, sendo apenas reprimidos e escondidos no âmago das pessoas.

Mesmo depois de tudo o que passamos para a democratização do país nas últimas décadas, pelo jeito ainda existem alguns sentimentos que são muito difíceis de mudar. A nossa sociedade escravagista, católica, onde a mulher é apenas uma ferramenta reprodutora e serva do homem não vai sumir tão fácil quanto imaginávamos. Sou casado e minha mulher trabalha, e não foram poucas as vezes onde fui questionado por ir para casa ficar com as crianças enquanto minha mulher estava trabalhando. Se um dia você tiver o prazer de vir almoçar na minha casa, provavelmente serei eu a cozinhar pra você.

Ao mesmo tempo sou filho de piauiense e tenho os conceitos de macho antigo arraigados em minha mente. Esse visual emo da geração restart não me atrai nem um pouco; nem sequer sou vaidoso como muitos dos ditos machos da atual geração. Por isso, ao ver alguém revelar coisas tão absurdas, fico ainda mais revoltado como pai e marido. Estava vendo um vídeo do Cauê Moura onde ele defende o aborto, coisa que sou totalmente contra e não vou discorrer para não perder o foco, mas um dos argumentos que ele utiliza me chama a atenção. É algo do tipo “sabe como é, às vezes você faz amor por aí sem camisinha. Nem sempre dá pra segurar”.

O comentário me remete à reação masculina: COMO ASSIM NÃO DÁ PRA SEGURAR? Chegamos ao ponto em que devemos nos comportar como cachorros no cio, metendo o pinto em qualquer buraco simplesmente porque estamos com tesão? Sim, sou homem e fico com tesão ao ver mulher com pouca roupa, mas por um acaso isso me dá direito de meter o pinto mesmo que ela não queira? Entendo perfeitamente o que o mundo masculino chama de “gala monstra” (desculpem senhoras, mas não sou muito educado), uma vontade tão incontrolável de transar que nos leva a fazer loucuras, mas isso por um acaso é motivo para violentar alguém?

Se chegamos ao ponto em que devemos ceder aos nossos instintos sempre porque somos “machos”, desculpa mas após todos esses anos de evolução não passamos de macacos que andam. Não somos melhores que cachorros indo atrás de cadelas no cio, esfregando o pinto no asfalto pra passar a vontade.

Pra finalizar, um parágrafo sobre conservadorismo religioso, porque ele não merece mais do que isso. Deve haver um monte de “obreiro” por aí que entende ser coisa de puta andar com roupa curta. Em relação a esses, só posso lamentar e pedir que estudem um pouco mais de história. Muito pior que julgar um livro pela capa, julgar uma mulher pela roupa é não entender a complexidade do espírito feminino. Isso, além de ser contra todos os princípios do cristianismo, é um absurdo religioso que não se sustenta em nenhuma análise de nenhum livro de qualquer religião. Estude e entenda um pouco mais sobre o tema.

Não, não vai ter foto de nudez nesse post. Não sou mulher e levo a sério demais a campanha para ser leviano. Procure no facebook e se manifeste tentando ser humano ao invés de um macaco que anda:

Nenhuma mulher merece ser estuprada

Adoçante, o grande vilão.

Homer_Simpson-comendo-rosquinha

Homer_Simpson-comendo-rosquinhaDiariamente vemos notícias dos vilões da nossa alimentação no dia a dia, e são muitos. Um deles é o sódio. Tratado como veneno, principalmente por gente que não sabe que ele é uma composição necessária para a nossa vida. Criaram até um sal light, com cloreto de potássio no lugar de NaCl. Imagine quando as Superinteressantes, Vejas ou Fantásticos Shows da Vida reconhecerem que o cloreto de potássio é empregado habitualmente para executar criminosos com injeção letal.

O glúten é outro vilão do nosso dia a dia. Uma proteína descoberta por monges budistas no século VII, que pesquisavam uma alternativa para a carne, pois eram vegetarianos. TINHAM QUE SER ELES!!! O glúten é natural e dá liga à massa de trigo, mas por alguma contrariedade da evolução humana 1 em 133 pessoas são alérgicas ao glúten. Aí veio um criativo e criou os produtos sem glúten, colocou isso escrito nas embalagens e pronto, vende! As pessoas se orgulham de não comer glúten, sem ser alérgicas, como se tivessem largado as drogas!

Outro grande vilão? Açúcar! Pessoas normais necessitam de açúcar para viver, pois é fonte básica de energia do corpo. Qualquer um saberia isso se tivesse prestado atenção nas aulas de Ciências. Não comer açúcar só está fazendo seu corpo produzir de outras fontes, seja de gordura, seja através da quebra de carboidratos.

Mas pouco se vê falar que o adoçante é um verdadeiro vilão. Ciência é baseada no ato de observar e experimentar. Sempre notei que a grande maioria das pessoas que usam adoçante são gordos, e eis que descubro que essa observação tem uma comprovação baseada em estudos. Uma pesquisa acompanhou por 8 anos indivíduos gordinhos e descobriu que os que usavam adoçante tiveram aumento de 47% no IMC. A suposição é que o indivíduo que usa adoçante se sente “protegido”, afinal está controlando o açúcar em seu corpo e pode dar uma fugidinha de vez em quando.

Outra pesquisa fez com que indivíduos voluntários bebessem água açucarada, uns com sucralose (adoçante) e outros com açúcar normal. Os indivíduos não tinham a capacidade de localizar qual era qual, mas os pesquisadores descobriram que os centros de prazer do cérebro eram ativados muito mais com o açúcar normal e não se conseguia o mesmo resultado com o adoçante. Ou seja, quem consome o adoçante continua com a necessidade de açúcar e o cérebro vai querer que ele venha de algum lugar.

Já que estou falando de gordices, outra pesquisa identificou o adoçante como estimulante da adipogênese, como inibidores de lipólise. O que isso quer dizer? O adoçante aumenta a formação de células de tecido gorduroso, e inibem o mecanismo onde gordura é convertida em glicerol e ácidos graxos.

A verdade é que aquela sua Coca-Cola Zero junto com o seu Zero-Cal são os verdadeiros vilões do seu dia a dia. O mais importante em uma dieta é força de vontade, então feche a boca!

Quem avisa amigo é!

Fonte: NCBI

O processo das sex tapes

Paris Hilton

No Brasil considera-se fazer pornô fim de carreira, mas frequentemente vemos esses atores e atrizes na TV, por exemplo Gretchen ou Rita Cadillac. Quando a TV não aceita mais esses atores, eles resolvem aceitar Jesus, denunciam a indústria do pornô para voltarem novamente para a TV. E ganham a vida com o dinheiro dos royalties das vendas dos mesmos DVDs pornôs de outrora, e é claro que não recusam esses royalties. Esse é o interessante mundo da safadeza tupiniquim. Completamente o oposto dos EUA. Poucas atrizes fazem o salto do explícito para as grandes mídias. A única exceção é a linda Dita Von Teese, que vende seus antigos DVDs pornôs no próprio site, sem problema.

As sex tapes (vídeos de conteúdo erótico) viraram moda, e as mulheres envolvidas eram vistas como “vítimas”. Logo não havia grande culpa moral a se atribuir a elas, quando os homens maus roubavam e publicavam os vídeos. Nenhuma das envolvidas procurava na justiça o direito de deter a distribuição dos vídeos, apenas receber parte dos lucros. É o caso da Pamela Anderson e Paris Hilton, que trilharam um caminho de muito “sucesso”. E recentemente temos o caso de Kim Kardashian. Então o mercado pornô investiu nisso e começou a oferecer propostas para ex subcelebridades, por exemplo Tila Tequila.

Para o grande público e para a moral e bons costumes da grande mídia, ex subcelebridades que fazem sex tapes é aceitável, as que fazem pornô não. Difícil entender esse moralismo seletivo, onde condena quem é justo em suas intenções e recompensa a hipocrisia. Excluindo as atrizes de moral questionável que querem sair desse mundo, garantindo que a única coisa que sobra para elas é continuar a fazer os filmes que os moralistas acham destituído de mérito.

Esses moralistas querem desfrutar de algo ou alguém para condenar, ao passo que discretamente consomem o tal “lixo moral” que publicamente condenam.

MENSALÃO – Uma Balada de Genoíno e Dirceu

Foto de Dirceu e Genoíno

Me sinto auto-obrigado a falar do assunto mensalão, principalmente por causa de uma frase que li por aí e não consegui achar a fonte de novo:

Os presos de ontem são os mesmos de hoje.

Algumas vezes acho que deveríamos estudar um pouco mais da história para entendermos a importância política de certos personagens, entre eles Genoíno e Dirceu. Não sou petista nem defendo o ato de passar por cima da lei para nenhuma pessoa, mas não fiquei feliz vendo José Genoíno ser preso. Não, não acho que ele foi injustiçado. Também não acho que ele é preso político, pois não foi preso por livre manifestação do pensar, o que em minha visão é a única coisa capaz de caracterizar uma prisão política. Simplesmente é triste ver alguém que aprendi a admirar quando era mais novo ser preso como um bandido qualquer.

Antes que você comece a me bombardear falando que eles são ladrões e etc, passe aqui e dê uma lida na biografia de Genoíno. Ele foi um dos membros da Guerrilha do Araguaia, foi preso no regime militar e mais tarde seria um dos responsáveis pela fundação do PT. Independente de gostar ou não desse partido, não dá pra negar a importância histórica do ato, e ele sempre foi um símbolo importante entre os militantes, a figura a ser seguida.

O mesmo pode ser dito sobre José Dirceu, que também tem uma biografia interessante. Dentre os fundadores do PT talvez seja aquele que mais tenha sofrido com as torturas no regime militar, e certamente teria morrido se não fosse trocado pelo embaixador dos EUA no sequestro organizado por Fernando Gabeira e sua turma. Diferente de Genoíno, que sempre foi mais um Sargento para inspirar as “tropas”, Dirceu era mais como um Capitão, o organizador e mentor das ações da esquerda. Até por isso foi escolhido naturalmente como um dos líderes do Governo Lula quando o PT chegou ao poder.

Já elogiei aqui também a (hoje) patética figura de José Sarney, que foi um dos principais responsáveis pela existência da democracia no Brasil. Sim, você pode não acreditar, mas ele foi um dos fundadores do PFL (hoje DEM), partido que conseguiu unir o lado moderado e eleger o primeiro presidente não militar. O que quero dizer com isso é que, entre os seres humanos, não existem sempre santos e demônios, mocinhos e bandidos; a vida é mais complicada do que isso. Dirceu e Genoíno tiveram sua importância histórica, ainda que hoje sejam vistos principalmente pelos jovens como o “mau a ser combatido”.

Precisamos agora nos atentar ao detalhe mais importante de todo esse processo: o mensalão sempre existiu e vai continuar existindo. No nosso podcast sobre política  a nossa amiga Renatinha explica como acontecem as votações. Os deputados precisam liberar suas emendas parlamentares (dinheiro), e o Governo só libera quando eles votam segundo sua vontade. Essa prática sempre existiu, desde a ditadura militar, passando pelo FHC e chegando até os dias de hoje. O próximo governo vai passar pelo mesmo dilema. Simplesmente é impossível mudar o sistema a curto prazo. Com a burocratização do governo petista e a aprovação da lei de responsabilidade fiscal no governo FHC, a coisa melhorou um pouco, pois antes era ainda mais descarado. Enfim, é um problema do sistema, não das pessoas.

Sobre aqueles que dizem que o julgamento foi injusto, pois se sustentou na tal “teoria do domínio do fato“, algumas considerações. De fato o julgamento parece não ter possuído provas concretas, mas me lembro de uma conversa que tive com um advogado amigo membro do Conselho Nacional de Justiça. Ele me relatava a prisão de um juiz que emitiu uma sentença condenando o Estado a pagar uma pequena fortuna a um empresário da região sem nenhuma lógica, mas que ao examinar a vida inteira do juiz não havia indícios de que ele havia se beneficiado da decisão. Mesmo assim, por não haver lógica em proferir tal sentença, o CNJ cassou e prendeu o juiz em questão. O objetivo da conversa era explicar que o Direito está mudando, e as relações humanas passam a ser mais importantes com o tempo. Assim, mesmo que não haja provas no caso do mensalão, se o STF condenou, é porque entendeu que havia indícios para fazê-lo. Ponto.

Justo? O que é justiça pra você? Talvez essa seja a grande questão: precisamos entender o que é justiça e sua importância para a democracia. Se a justiça é ver Genoíno e Dirceu presos, então que se cumpra, mas é meu direito democrático também não ficar feliz com isso. Deixo uma frase que gosto de repetir, supostamente atribuída a Che Guevara, para finalizar o texto:

Discordarei veementemente de suas ideias, mas lutarei até a morte pelo seu direito de manifestá-las.

CONHEÇA BRASÍLIA

conhecabsb

conhecabsb

Sou calango do cerrado há mais de 30 anos e gostaria de apresentar a vocês, principalmente quem não conhece, minha visão sobre Brasília:

– Brasília é muito maior que Praça dos Três Poderes, políticos, capital do país… É mais humana do que muitos brasileiros acham. Esqueça isso!

– É puro preconceito os brasileiros terem a impressão de que Brasília é uma cidade suja e corrupta.

– Brasília é a cidade mais limpa, segura e organizada que eu conheço.

– Por favor, não chame brasiliense de candango!

– O amanhecer em Brasília é sempre impressionante! Céu claro, limpo e azul. O mesmo serve para admirar as estrelas a noite.

– Aqui você conhecerá o pôr do sol mais lindo do mundo!

– Brasiliense adora futebol e torce, em sua maioria, para o Flamengo, claro! Mesmo com o Gama e Brasiliense na 4ª divisão o estádio Mané Garrincha, que é lindo, já apresenta a maior arrecadação e a maior média de público do Campeonato Brasileiro 2013.

– Brasiliense dirige muito mal! Aqui para tirar a carteira não precisamos fazer o teste da baliza. Qualquer lugar vira vaga de estacionamento.

– Existem muitos balões, de trânsito, em Brasília. Dificilmente se vê acidentes de trânsito em cruzamentos aqui.

– Existem muitos pardais (radares) também. Muitos mesmo! Ou você respeita ou pede falência.

– Aqui se respeita a faixa de pedestre. Basta você se posicionar próximo à faixa e os carros param.

– Não conte com os táxis em Brasília. Eles praticamente não existem.

– Aqui você pode achar um prato de picanha com arroz e fritas para uma pessoa por R$ 90,00. O custo de vida é muito caro.

– Aqui se come pizza em pé!

– Existe uma birra do pessoal do Plano Piloto com as cidades-satélites. Uma bobagem!

– Brasília é composta de gente de todos os cantos do país. Aqui você encontra comida e cultura de qualquer lugar do Brasil e do mundo.

– É impressionante a quantidade de pessoas concursadas, fazendo concurso e sonhando em fazer concurso em Brasília. Isso faz com que a cidade seja muito carente em mão de obra especializada em várias áreas.

– É um absurdo o valor que cobra uma diarista de Brasília!

– Dizem que falta praia em Brasília. Eu não sinto falta. O Lago Paranoá supre minhas necessidades.

– Dizem também que o brasiliense é um povo antissocial. É uma pequena parcela da população, acredite.

– Para quem vêm de fora os endereços podem parecer confusos, mas a verdade é que quando você entende a lógica por trás deles fica simples se deslocar pela cidade.

– Brasília é muito verde ou laranja dependendo da época do ano.

– Brasília não é separada por zonas! E sim por setores. Setor hoteleiro, setor de oficinas, setor bancário, setor de indústrias, setor gráfico… Sim, tem também o setor de motéis. É difícil ser discreto nessa cidade.

– É um show ver os balões cruzando os céus da cidade.

– Aqui temos o ÚNICO cine drive-in do Brasil! Sim, daquele onde você sintoniza o som do filme no rádio do carro e pisca o farol para chamar o garçom.

– É comum ver motos de corrida com placas levantadas aproveitando das retas intermináveis da cidade.

– Não sou fã, mas se você fala mal de Legião Urbana pode apanhar.

– Pela proximidade, a cultura goiana invade a cidade.

– A rodoviária de Brasília e a interestadual se contrastam. Uma é bonita, limpa e organizada, já a outra…

– O metrô não é nada mal, mas não te leva a lugar algum.

– Por último, uma dica muito importante. Beba bastante água, o tempo aqui é muito seco.

E você conhece Brasília? Quais suas impressões sobre ela?

GDF conivente com sonegação fiscal no Mané Garrincha

Fui a vários jogos no Mané Garrincha depois da sua reinauguração. A entrada sempre foi tranquila, não existe ninguém orientando os acessos, exceto jogos da Seleção Brasileira, e o que eu consumi nos jogos, no bar, mesmo comprando no intervalo (que é o momento mais cheio), não demora muito. Eles só aceitam dinheiro. Nada de cartão. E só. Se você quiser comprovar que comeu um cachorro quente com um refrigerante, só se tirar foto. E a foto tem que ser bem tirada, para mostrar o cachorro quente e o Mané (estádio). Eles não emitem nota/cupom fiscal. É o Governo do Distrito Federal deixando de saber quanto se fatura realmente… Ali, bem debaixo do nariz deles.

Sim, depois de vários jogos no Mané eu fui refletir sobre isso e me motivou esse relato. Eu levantei a questão, inclusive enviando mensagem para o perfil oficial do Governo do Distrito Federal (@Gov_DF) no Twitter. E adivinha? Estão se fingindo de cegos ou de analfabetos.

 

 

O Governo do Distrito Federal está sendo conivente nessa coisa de não registrar o que se vende. Quando não se registra o que vende, quando não há emissão de notas/cupons fiscais sobre um determinado serviço/venda de produto, o Governo não tem como saber o que foi arrecadado ali. São bares que vendem mercadorias, recebem dinheiro e, simplesmente, não há comprovação. O pagamento de imposto pode ser hipotético.

Protesto bem humorado

noaa_thumb

Nos últimos dias houve o fechamento do Governo dos EUA, isso aqui no Brasil é comum, toda semana tem essa chantagem de não votar o orçamento da União. Nos EUA já aconteceram 18 fechamentos do Governo, é a oposição chantageando a situação.

Isso afeta vários setores, incluindo o fechamento de parques e monumentos, fechamento da NASA, os cemitérios também fecham, o programa de monitoração de asteroides parou de funcionar, o staff da Casa Branca caiu de 90 para 15 pessoas e a segurança será reduzida e os que ficam não receberão salário.

É claro que isso deixa muita gente irritada, entre eles a NOAA – National Oceanic and Atmospheric Administration, órgão que monitora furacões e tsunamis. A maior parte do pessoal da NOAA não está trabalhando e os poucos que ficaram estão trabalhando sobrecarregados e sem receber. E como protesto emitiu um de seus relatórios rotineiros com uma pequena mensagem subliminar ao Congresso que diz “PLEASE PAY US”:

 noaa_thumb

O texto oficial do relatório pode ser acessado do site da organização, um dos poucos que ainda está no ar no Governo dos EUA. Interessante ver o bom-humor em um protesto, mesmo com uma tempestade se aproximando. Precisamos aprender com eles?

Fonte: Reddit

Petrobras comemora 60 anos e nos envergonha.

Petrobras 60 anos

O Brasil tem muito que aprender com Ciência e Tecnologia, estamos engatinhando ainda. A Índia, país de 3º mundo, vai lançar em alguns meses uma soda para Marte. Sim, Marte!

Só cria desgosto o desmanche de nossa Ciência por parte do governo brasileiro, e não estou falando de partidos. Iniciativas vazias são usadas para suprir a falta de resultados reais. A Petrobras é um exemplo. Hoje a Petrobras está completando 60 anos e resolveu realizar uma “ousada” ação de marketing. Criaram a Missão Netuno (?), com o objetivo de levar uma bandeira do Brasil e uma cápsula do tempo com mensagens, que só serão resgatadas daqui 10 anos às profundezas do oceano:

Como podemos observar a Missão Netuno não é tripulada e consiste APENAS em levar uma cápsula com uma bandeira até o fundo do oceano. Não há tecnologia NENHUMA envolvida. Pena que eu esteja longe do mar, senão mandaria minha mensagem para o fundo do oceano. Encheria uma garrafa PET com areia, colocaria minha mensagem dentro dela e junto a bandeira do MENGÃO, e pronto!

É impressionante ver uma das maiores empresas de petróleo do mundo sentir orgulho de realizar isso!

O viral virou!

4-the-submarine-l1f3-in-milan_thumb

Uma das coisas que mais aborrecidas na propaganda atualmente é o tal do “viralzinho”. O viral é uma peça publicitária que cai no gosto popular, e é replicado espontaneamente. Mas ultimamente as técnicas de viralização resumem a enganação e mentira. Vídeos “amadores” filmados na rua, tudo para fazer com que desavisados achem que é verdade, e passem adiante.

Mas a M&C Saatchi, de Milão, não pensa assim e para promover a Life Park, uma seguradora da cidade, resolveram recorrer para um acidente de carro, mas de uma forma diferente. Uma batida entre um carro e um submarino nuclear russo, no meio de Milão.

 Sottomarino1-624x435_thumb

2-the-submarine-l1f3-in-milan_thumb

4-the-submarine-l1f3-in-milan_thumb

3-the-submarine-l1f3-in-milan_thumb

É algo que chama a atenção! É claro que alguns perguntarão se é de verdade, mas não é feito para “enganar” ninguém. O submarino vem com a marcação #LIF3, que não só é “LIFE” em linguagem de internet, como uma hashtag pronta. O YouTube está cheio de vídeos mostrando o acidente:

site oficial da ação tem muito mais vídeos, fotos, textos e uma conta do Instagram onde pessoas posam para “fotos oficiais” na frente do submarino.

Além de publicidade, é entretenimento também. Como exemplo, no Brasil, todo mundo queria ver o novo comercial do Casal Unibanco ou do Garoto BomBril. Hoje em dia o mais espetacular que temos em propaganda no Brasil são aqueles merchandising agressivos das novelas da Globo. Mas a culpa não é de quem assiste nem de quem diz: “Vamos colocar um submarino no meio de Milão”. E sim de quem “aprova” essas ideias. Hoje enganar é muito mais simples do que admirar.

Brasil, um país espionado e governado pela hipocrisia do PT.

abin-predio_thumb

Não consigo acreditar que a indignação pública com as histórias de espionagem dos EUA seja verdadeira, pois pra mim é business, como de costume, países espionarem países. Essa é uma tradição bem antiga, está na bíblia:

Quando Moisés os enviou para observarem Canaã, disse: “Subam pelo Neguebe e prossigam até a região montanhosa. Vejam como é a terra e se o povo que vive lá é forte ou fraco, se são muitos ou poucos; se a terra em que habitam é boa ou ruim; se as cidades em que vivem são cidades sem muros ou fortificadas; se o solo é fértil ou pobre; se existe ali floresta ou não. Sejam corajosos! Tragam alguns frutos da terra”. Era a época do início da colheita das uvas.

Na Segunda Guerra Mundial o Brasil viveu um problema sério com espiões nazistas, ao mesmo tempo em que espionava a Argentina. Espionagem sempre aconteceu e sempre acontecerá. Nunca foi bem aceito, mas é política.

Lula é um grande defensor da espionagem, quando “ele é o espião”, claro! Em janeiro Lula foi a Havana para o lançamento do livro “Os últimos soldados da guerra fria”, de Fernando Morais. Sim, ele viajou para Cuba para prestigiar um livro sobre gente que se infiltra em outro país para espionar e matar. Isso foi em janeiro, mas no dia 05 de setembro, no auge do caso Snowden, a CBN publicou: “Lula diz que espionagem americana compromete soberania dos estados. O ex-presidente acredita que Barack Obama deve pedir desculpas ao Brasil e que resposta americana não pode ser via diplomacia”. Lula criticou uma atitude quando alguns meses atrás estava aplaudindo quem fez a mesma coisa.

Já vi muita gente dizendo: “Somos um país pacífico, não ameaçamos ninguém, porque seríamos espionados?”. No mapa mundi do comércio legal de armas mostra que o Brasil exportou em 2011 US$330 milhões em armas. Apenas 2,4 vezes a menos que os EUA, que exportaram US$807 milhões. Nossa indústria armamentista é de respeito, uma em cada cinco armas vendidas nos EUA é da brasileira Taurus. A mídia brasileira vive noticiando a tendência que os estadunidenses tem de incitar a guerra, mas pouco fala quem coloca as armas nas mãos das pessoas.

E aí, você ainda acha estranho os EUA ficarem de olho no Brasil? Na Bíblia está escrito também: Diga com quem tu andas e eu direi quem tu és!

Lula-Ahmadinejad-Agencia-Brasil

Ninguém gosta de ser espiado, mas todo mundo está. E se o Brasil não espiona é por falta de recursos, a lista de Agências de Inteligência da Wikipédia é imensa.

Pular para a barra de ferramentas