E começa o ano eleitoral

Reprodução internet
Jhonatan Kendi Hirashima Jardim, Renata Santana curtimos este post

 

E aí calangada, tudo bem? Feliz ano novo velho rsssss

Como todos já sabem, o Congresso Nacional retomou suas atividades neste mês de fevereiro.

A Câmara dos Deputados, como sempre, cheia de bafafá né. Na estreia do voto aberto, cassaram (finalmente!!!) o mandato do Natan Donadon (que estava preso desde junho do ano passado, e foi o primeiro deputado em exercício preso desde a CF de 88 lembram?  Golpe? Não, democracia!!), eu sabia que esse voto aberto iria servir para alguma coisa. Os tempos mudaram, nós temos direito de saber como nossos deputados estão votando, afinal eles nos representam né!!!

Também teve renúncia do Eduardo Azeredo do PSDB de Minas Gerais, no caso do Mensalão Mineiro. O STF tinha acabado de receber a denúncia, ainda nem julgou o caso e ele renunciou. Agora, o caso deve sair das mãos do STF….

Bom, mas o que todos nós temos que ter em mente é que este ano tem eleições, ou seja, os trabalhos do Congresso Nacional ficam restritos a poucos dias, pois todos os deputados que quiserem ficar na Câmara terão que tentar a reeleição, e no Senado 27 senadores (1/3 dos 81) também estão em final de mandato, e grande parte deles vai tentar retornar ao Senado (eu também tentaria, o Senado é o paraíso, sonho da maioria dos políticos!).  E os outros 2/3 dos senadores que continuam com seus mandato stambém podem concorrer ao cargo que quiserem: alguns já anunciaram que querem candidatar à Presidência da República (que eu me lembre agora são 3); e outros também ao governo de seus estados. Também teremos eleição para deputado estadual, no caso do Distrito Federal é deputado distrital,  e alguns deputados federais concorrerão a esses cargos (na esfera local esses cargos são concorridos por vereadores, que não temos no DF, e pelos próprios deputados estaduais/distritais – costuma ser o primeiro passo para ser um deputado federal). Falando em eleições, já fizeram o cadastramento biométrico? Por causa do post do Dudu (não consegui colocar o clique aqui, mas olha o link afff: http://calangos.net/tecnologia/2013/07/12/nao-podemos-entregar-nossa-biometria-pra-eles/) eu não queria, mas fazer o que???

As eleições também já geraram e ainda estão gerando troca de ministros como o da Casa Civil, Educação, Saúde (o novo já se afastou hoje do cargo para assumir uma vaga em concurso, parece que é isso…), Comunicação (essa saiu porque Lula estava bravo com ela e também por causa daquela foto de Dilma com umas olheiras gigantes em Portugal), Agricultura, e ainda vem mais trocas por aí. Essa troca de ministros também gera uma troca dos secretários-executivos desses ministérios e alguns assessores especiais, que são cargos mais técnicos. Alguns ministros que deixaram o cargo foram concorrer à eleição (como governo de SP o ex-ministro da Saúde, e governo do Paraná a ex-ministra-chefe da Casa Civil). Alguns também já estão cuidando da campanha para reeleição da presidente Dilma Rousseff. Então fica o dever de casa de já começarmos a avaliar os nossos candidatos.

No meio de toda essa confusão, a Câmara dos Deputados ainda definiu seus novos líderes partidários (ou os mesmos – como oPMDB com Eduardo Cunha, que consegue mandar na Câmara e deixar Dilma louca da vida!), e está definindo os nomes dos presidentes de suas Comissões. Essa coisa de eleição para presidência é só para formalizar, porque na verdade é um acordo em que os maiores partidos vão escolhendo as melhores comissões, numa ordem sequencial para tentar dar a vez para todo mundo. Por enquanto, 15 das 22 comissões já tem indicados. Faltam sete, e a de Direitos Humanos não ficou com o Bolsonaro…..

Após a definição dos presidentes, os líderes partidários ainda definem quem serão os membros de seus partidos nas Comissões (cada partido tem direito a uma cota de acordo com o número de deputados, claro!), e geralmente cada deputado pode ser titular de uma comissão (mas claro que sempre fazem um acordo, um partido dá uma vaga para outro) e para cada titular na Comissão também tem uma vaga de suplente. Os suplentes também podem relatar matéria, só não pode votar se o todos os titulares do partido (ou titulares e suplentes atingindo o número de titulares) já tiverem votado (deu para entender? mais ou menos né! Mas está valendo rss).

No Plenário da Câmara também estava bombando o Novo Código de Processo Civil,  e andam falando em Marco Civil da internet (que eu duvido que vá sair do papel tão cedo, porque toda semana há quase dois anos eles falam que vão votar isso).  A votação do Marco Civil já ficou para depois do carnaval.

Os partidos base governista, comandados pelo líder do PMDB e pelo presidente da Câmara, já fizeram um blocão para pressionar (ou ferrar) com o Governo, ainda mais que ontem foi anunciado corte de R$ 44 bilhões do orçamento de 2014, sendo R$ 13 bilhões de emendas parlamentares. Quem procura acha, né!!! São eles: PMDB, PP, PSD, PR, PTB, PDT, Pros, PSC e o oposicionista Solidariedade.  Total de 283 dos 513 deputados: 55% da Casa. Lá vem chumbo grosso!

Ahh e o Senado? O Senado só faz a troca das comissões de dois em dois anos, como o ano passado teve, consequentemente este ano continua a mesma coisa. Em relação aos líderes, cada partido muda como quer. No PT que teve mais confusão, cada líder ficou só um ano e Wellington Dias (PI) passou o cargo para Walter Pinheiro (BA). No mais, comissões funcionando e Plenário também. Nada de novo, só que o STF mandou o Senado pagar os salários (acima do valor máximo permitido pela Constituição e o TCU mandou cortar) que vários funcionários recebem né (então tá bom, né!). Renan vai depositar em juízo e entrar com recurso (aí depois de julgado, se a justiça mandar de novo eles recebem, se não volta para o Senado). É o que eu digo, para que ficar mudando a Constituição, já que na hora do vamos ver não serve para nada né!!

Não se esqueçam que neste ano também teremos Copa (ou seja, nada em junho e julho).

E assim o ano segue, parado e animado. E semana que vem (e na outra também) já é carnaval!!!!

 

 

 

 

 

 

Siga o portal dos Calangos nas redes sociais



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas